JBS Prevenção a Covid-19

 

Em reunião com secretários de saúde municipais, o deputado Ismael Crispin (PSB) teve conhecimento das dificuldades enfrentadas pelos gestores no processo de aquisição de bens e insumos, para fins de enfrentamento do Covid-19, devido à alta nos preços.

Segundo a Presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Rondônia (Cosems/RO) e a secretária de saúde de São Francisco do Guaporé, Vera Lúcia Quadros, comprar remédios, equipamentos hospitalares e insumos ficou muito mais caro, em comparação aos preços praticados antes da pandemia.

“Para se ter uma noção de como está esse mercado, pagávamos em uma caixa de máscaras com 50 unidades por R$5,50 e hoje apenas uma caixa está custando R$ 250,00 ou seja, a unidade está custando o preço da caixa paga no começo do ano. A caixa de luva era R $17,00 agora está R $180,00 os antibióticos que a gente pagava R $8,00, agora estamos pagando R$ 35,00”, exemplificou.

De acordo com o secretário de saúde de Machadinho do Oeste, Elias Erto, o Ministério da Saúde não fez a atualização nos preços que estão sendo praticados pelas empresas. “Estamos comprando acima dos preços de tabela e diante dessa situação temos duas opções, ou respondemos por omissão de socorro ou por processos administrativos. O Tribunal de Contas já está notificando os municípios que compraram acima do preço tabelado. Tive uma ata que 65 % dos itens fracassaram.  Estou seguindo, além da Lei de Licitações que diz que devemos obter ao menos três orçamentos de fornecedores distintos e estou solicitando seis para conseguir me respaldar de problemas futuros. Não queremos ser punidos por fazer o nosso trabalho”, disse.

Diante dos relatos, o deputado Ismael Crispin de imediato entrou em contato com o presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, Adailton Fúria, e solicitou uma reunião o mais rápido possível, com os secretários municipais e os órgãos de fiscalização e controle.

“Precisamos articular com o Tribunal de Contas e o Ministério Público Estadual para garantir o apoio necessário aos nossos gestores de saúde. Eles estão na luta para assegurar a vida da nossa população e também precisam ser assegurados e principalmente ter o respaldo necessário para continuar atuando nessa grande guerra”, finalizou.

Também estiveram presentes na reunião, o superintendente do Ministério da Saúde em Rondônia, Igor Mendonça, o secretário municipal de Pimenta Bueno, Marcel Leme, a secretária municipal de Alvorada do Oeste, Denise Alves, e o técnico de enfermagem, Cezani Abreu.

Texto e foto: Laila Moraes

Trimestrão da Sortes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui